Cultive o bom humor incorporando 7 hábitos no dia a dia

Cultive o bom humorVocê pode mudar algumas formas de lidar com as situações estressantes do dia a dia com algumas mudanças na rotina. Sorrir amarelo por fora e espumar de raiva por dentro pode trazer algumas facilidades a curto prazo, mas muitos estragos a médio e longo prazos.

Suas emoções devem ter vazão para que não comecem a se refletir em problemas físicos (como dores nas costas, taquicardia, falta de ar) ou emocionais (depressão, angústia, desmotivação). Sorrir e ter atitudes bem humoradas precisam ser atos sinceros. Você precisa realmente se divertir na vida, seja no trabalho, numa tarefa doméstica ou num parque de diversões.

Especialistas em psicodrama garantem: bom humor não é teatro. É um jeito de encarar a vida, uma postura positiva e aberta para enfrentar o que vier com mais disposição. Aprenda a levar a vida de forma leve, com o humor como aliado, sem que o sorriso fique apenas na aparência. Sorria pra dentro e para fora. Veja algumas dicas:

  1. Organize a sua rotina: Com organização fica mais fácil se programar melhor para dar conta de todas as tarefas. O planejamento ajuda a evitar aflições ou crises de desespero por não conseguir cumprir prazos ou por esquecer alguma atividade em meio à falta de prioridades.
  2. Não fuja de situações frustrantes: Fingir que não existe sofrimento pode até deixar seu bom humor intacto por um tempo, porém, os momentos frustrantes não deixam de existir. Use essas situações para amadurecer e encarar os desafios com mais segurança. Frustrações são oportunidades para o crescimento pessoal.
  3. Permita-se errar: Lembre-se: há sempre ao menos duas possibilidades diante de suas escolhas e uma delas pode ser diferente da sua expectativa. Com esse preparo emocional as chances do mau humor ser ativado por resultados piores do que o projetado diminuem. Sonhe e deseje, mas sem deixar de lado as reais possibilidades para que a frustração deixa de ser um peso tão grande.
  4. Comemore pequenas vitórias: Quem imagina a felicidade como uma sequência permanente de grandes emoções vai nadar, nadar e morrer na praia. Pior: corre o risco de viver frustrado. Valorize momentos simples e naturalmente você passará a cultivar mais o bom humor.
  5. Aprenda com os erros: Depois que o erro já foi cometido, o mau humor não ajuda em nada. Não considere o erro como o fim de tudo. Pense como agir em uma próxima ocasião.
  6. Esvazie a cabeça: O excesso de pensamento negativo não dá espaço para alegrias. Pense no problema por um determinado período, concentrando suas energias para resolvê-lo. Depois, mude o foco. Não há ajuda maior para o bom humor do que a capacidade de resolver situações em vez de ficar se lamentando delas.
  7. Dê risada: Quando damos gargalhadas, os níveis de cortisol e adrenalina – hormônios do estresse – baixam. O cérebro produz endorfina, hormônio que deixa o corpo relaxado. Mas a risada precisa ser sincera, por isso, procure situações prazerosas.