Deus não tem pressa! Faça a oração do equilíbrio e restabeleça sua paciência

Deus não tem pressa! Responda: Você já se percebeu que Deus não tem pressa?

Assim como a ansiedade, a  pressa e a impaciência são os maiores males dos tempos modernos. É como se a Humanidade desejasse acelerar os acontecimentos. Queremos sempre pegar atalhos para chegar mais rápido ao objetivo e esquecemos de curtir a caminhada. Com nossos filhos fazemos o mesmo. Despejamos nossas expectativas em suas vidas. Logo cedo enchemos os pequenos de compromissos.

O curso de inglês, o balé, o judô, o cursinho pré-vestibular, a professor particular… Colocamos roupas de adolescentes em meninas de cinco anos, e queremos que nossos bebês se comportem como “homenzinhos”. Tudo isso pra que? Por que não os deixamos ser simplesmente crianças? A natureza nos oferece muitas indicações de que o nosso ritmo alucinado não é normal. Quando saímos dos lugares superlotados, fugimos dos horários e andamos por entre as árvores que crescem devagar, absorvemos um pouco da serenidade e da calma da natureza.

O Sol leva todo o tempo que lhe é necessário para nascer e se pôr. Não é possível apressá-lo. As aves migratórias chegarão e partirão quando estiverem prontas. Até as invenções, sobre as quais o homem aparentemente exerce controle, só chegam no tempo próprio, quando a oportunidade amadureceu e a cultura está pronta para recebê-las.

Jesus tinha razão ao dizer: “Primeiro a erva, depois a espiga, e, por último, o grão cheio na espiga”.

Faça a Oração à Nossa Senhora do Equilíbrio e pense nisso:

“Virgem Mãe de Deus e dos homens, Maria.
Pedimos-vos o dom do equilíbrio cristão, hoje tão necessário.
Livrai-nos de todo o mal; salvai-nos do egoísmo,
do desânimo, do orgulho, da presunção e da dureza de coração.
Dai-nos tenacidade no esforço, calma no insucesso,
humildade no êxito feliz.
Abri nossos corações à santidade.
Fazei que pela pureza de coração,
pela simplicidade e amor à verdade,
possamos conhecer nossas limitações.
Alcançai-nos a graça de compreender e viver a palavra de Deus.

Concedei-nos que, pela Oração, Amor e Fidelidade à Igreja na pessoa do Sumo Pontífice,
vivamos em comunhão fraterna com todos os membros do Povo de Deus.
Despertai-nos profundo sentimento de solidariedade entre irmãos,
para que possamos viver com Equilíbrio a nossa Fé,
na Esperança da eterna salvação.
A Vós nos consagramos,
confiantes na ternura da vossa maternal Proteção.

Divino Espírito Santo,
que deste a Maria todo equilíbrio emocional e físico,
dai-nos a graça de abandonar em vós
nossos sentimentos e emoções, desejos e aspirações,
a amar acima de tudo a Deus e não querer nada que me prejudique
nem me afaste da Sua Vontade.
Dai-nos a graça da paciência nas demoras,
do discernimento para procurar as pessoas certas que nos ajudem,
da cura de nossas feridas emocionais provocadas pela falta do amor verdadeiro e de escolhas erradas.

Queremos abandonar aos pés daquele que tudo pode transformar e equilibrar: “Confiai-lhe todas as vossas preocupações , porque Ele tem cuidado de vós“.