Devocional Diário: Não era um homem comum

Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.
—Mateus 5:48

Faz algum tempo que meu pai fez uma cirurgia do coração. Foi um
tempo estressante que fez toda a família olhar a vida de maneira especial.
Amigos e funcionários do hospital tentaram nos assegurar de que era uma
cirurgia rotineira e normalmente bem sucedida. Pensei: Tudo bem, mas esta
não é uma pessoa qualquer, não é um homem comum; este é meu pai, o
homem pelo qual tenho mais respeito e confiança do que qualquer outro.
Então pensei no que Deus se dispôs a dar pela nossa redenção. Este não era
um homem qualquer, era seu Filho unigênito. Era alguém que jamais tinha
feito algo errado. Ele era totalmente puro e sem pecado, o Filho perfeito.
Deus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus
3:17). Este era o Filho de Deus, que, “como nós, em tudo foi tentado, mas
sem pecado” (Hebreus 4:15). Ele não é um homem comum.

Só podemos imaginar de forma bem limitada a dor que Deus deve ter
sentido ao enviar seu Filho perfeito para tornar-se pecado pelo mundo – para
ser cuspido, açoitado e acusado falsamente.

É preciso algo a mais que um homem comum para fazer uma cirurgia
num coração onde um errinho mínimo faria a diferença entre vida e morte.
Mesmo assim, os médicos são limitados. Quando um coração é danificado
demais, eles não conseguem consertá-lo. Mas não existe coração danificado
ou manchado demais pelo pecado para Deus consertá-lo inteiramente. Deus
disse em Ezequiel 36:26 que ele nos dará um coração novo e um espírito
novo, um que esteja sintonizado com ele e ande em obediência. Não é isso
que queremos? Um coração extraordinário, recebido de Deus.

Tite Miller – Afton, Oklahoma, EUA