Fé e esporte andando juntos nas Olimpíadas

Fé e esporte andando juntos nas OlimpíadasNesta Olimpíada de Londres, atletas se mostraram não só bem treinados, mas também com muita determinação e fé.

Exemplo disso é o corredor norte-americando Ryan Hall. “Meu treinador é Deus”, palavras de Ryan.

“Eu era um corredor que também era cristão, mas eu precisava me tornar um cristão que também é um corredor. Agora, quero fazer a minha fé ser mais ativa na minha vida”, ressaltou o corredor.

Segundo sua esposa, Sarah Hall, o que o ajuda nas competições são mensagens que ele lê na Bíblia Sagrada e a sua fé.

Com base na fé, entre os métodos de treinamento, ele inclui tirar um dia de folga a cada semana, para descansar, e também unge suas pernas com o óleo sagrado.

Outra atleta que se destaca por sua fé é a norte-america Gabrielle Douglas (foto), entrou para a história por ser a primeira ginasta negra a vencer o título individual geral da ginástica artística em uma Olimpíada.

Mesmo não sendo favorita a medalha, Gabrielle com apenas 16 anos ganhou o apelido de “esquilo voador” e o ouro.

Além da vitória, a atleta também deu seu testemunho. No dia anterior à prova de equipes, postou no Twitter o versículo de Josué 1,9: “Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”, escreveu ela.

Quando conseguiu a classificação para as finais, tuitou: “Eu creio em Deus. Ele é o segredo do meu sucesso. É ele que dá talento às pessoas.”

Após ter ganho sua primeira medalha de ouro, comemorou postando outro versículo “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua Justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas” (Mateus 6,33).

Ela ainda fez questão de agradecer a Deus pela conquista, na rede social: “Obrigada a todos! Estou muito grata porque Deus realmente me abençoou. Lembrem-se de sempre dar glórias a Ele, pois Ele é maravilhoso.”

Fonte: Arca Notícias