Irmã Dulce, o filme

Irmã Dulce Maria, a freira baiana que dedicou a vida aos pobres e doentes, e pode se tornar a primeira santa católica brasileira, terá sua história contada em um filme no cinema. O longa-metragem estreia nesta quinta-feira, 13 de novembro, nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, e no dia 27 de novembro no restante do país.

Lei mais sobre a história e a oração da Irmã Dulce Maria

O filme conta a linda história de fé e caridade protagonizada pela religiosa, que já foi beatificada pelo papa Bento XVI. O público poderá conhecer as ações de Irmã Dulce que, desde muito jovem, abriu os braços e o coração a todos os que necessitavam de ajuda. Seu exemplo de caridade e amor ao próximo tornou-a uma das mais importantes ativistas humanitárias do século XX. Chegou até a ser indicada ao Prêmio Nobel da Paz em 1988.

Para conseguir fundar e manter importantes instituições filantrópicas de assistência ao próximo, porém, Irmã Dulce enfrentou muitos obstáculos, superados pela perseverança, amor e fé. Com a saúde frágil, ela morreu em 1992, deixando todo o legado das Obras Sociais Irmã Dulce. E, para nossa reflexão, uma das frases que costumava dizer: “miséria é a falta de amor entre os homens”.

Veja também: