Meditação e oração são escudos contra a ansiedade

Meditação e oração são escudos contra a ansiedade Trabalhar, estudar, criar filhos, dar exemplos, ser boa esposa, ser bom marido, Ser boa mãe, ser bom pai, contribuir com o próximo, guardar dinheiro, pensar na aposentadoria, pagar as contar, pensar no futuro. Ufa! São tantas as responsabilidades e desafios que a vida moderna impõe que, de vez em quando, a mente entra em looping.

Nessa hora, transtornos de ansiedade, estresse e até syndrome do pânico são armadilhas fáceis para nos enredar. O melhor é fazer uma pausa e se conscientizar do problema que está prestes a surgir ou que já nos imobilizou. Será que vale a pena entrar nessa roda vida? Existe um mundo de possibilidades ao nosso redor.

Como perceber cada detalhe, se é uma enxurrada de informações e interrogações inundando nosso cérebro o tempo todo? E nem sempre estamos atentos. Qual o melhor caminho a seguir? Como ativar determinadas áreas do cérebro que podem nos ajudar a viver mais e melhor? Passo a passo, vamos tentando descobrir.

Os cientistas estão pesquisando os benefícios de uma técnica milenar que veio do oriente: a meditação. Ela pode ser um guia muito útil. Voluntários de um estudo clínico da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estão tentando usar a meditação como escudo para as pressões do dia a dia. Eles são pacientes do Hospital de São Mateus, um bairro pobre na periferia paulistana.

Na Universidade de Brasília (UnB), outra pesquisa está avaliando os efeitos da meditação no cérebro de pacientes do hospital universitário, que tiveram câncer de mama. Ambos os trabalhos indicam que a meditação reduz a ansiedade com a diminuição do cortisol, que é o hormônio do estresse.

Outra pesquisa, feita no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, avaliou que os efeitos da meditação intensiva no cérebro são benéficos imunologicamente e psicologiamente. Para você que está iniciando na jornada por uma vida menos estressante, sugerimos como primeiro passo a adoção da Oração para Libertar-se da Ansiedade.