Papa Banto XVI recorda o Martírio de São João Batista

Papa Banto XVI recorda o Martírio de São João BatistaEm uma Audiência Geral desta quarta-feira, 29, o Papa Bento XVI disse para seguirmos o exemplo de São João Batista.

Hoje celebramos o dia do Martírio de São João Batista, sendo o único que a Igreja lembra o nascimento (24 de junho) e a morte. Nos Evangelhos, Lucas cita o nascimento, a vida no deserto, a pregação e o evangelista Marcos, o martírio.

O Sumo Pontífice recordou que Batista testemunhou a mensagem de Deus por meio de uma doação radical, entregando sua vida pela causa do Evangelho.

João Batista ao indicar Jesus como o ‘enviado de Deus’, teve uma atitude de humildade, aceitando sua missão.

“De onde nasceu esta vida tão dedicada a Deus?” ressaltou o papa. “A resposta é simples… da oração, fio condutor de toda a existência”.

Ao finalizar a catequese, Bento XVI afirmou que diante do exemplo de João Batista, de seu martírio, o cristão deve compreender que a missão exige coragem e fidelidade.

“A vida cristã exige o ‘martírio’ da fidelidade cotidiana ao Evangelho, a coragem de deixar que Cristo cresça em nós, oriente nossos pensamentos e atitudes”.

Para ouvir a voz do Senhor, compreender o chamado divino e superar as dificuldades é preciso entregar-se diariamente na oração, disse Bento XVI.

“Isso só pode acontecer se nossa relação com Deus for sólida. Rezar não é perder tempo, não é roubar tempo de outras atividades; mas é o contrário: se formos capazes de manter uma vida de oração fiel, constante, o próprio Deus nos dará a capacidade e a força para viver de modo feliz, superar as dificuldades e testemunhá-Lo com coragem”, enfatizou o Papa.

O Sumo Pontífice ainda saudou especialmente os fiéis de língua portuguesa com a seguinte mensagem:

“Amados peregrinos de Portugal e do Brasil, e demais pessoas de língua portuguesa, sede bem-vindos! Uma saudação particular aos fiéis de Chã Grande, Natal e do Rio de Janeiro. Que o exemplo e a intercessão de São João Batista vos ajudem a viver a vossa entrega a Deus sem reservas, sobretudo por meio da oração e da fidelidade ao Evangelho, para que Cristo cresça em vós, guiando os vossos pensamentos e ações. Com estes votos, de bom grado a todos abençoo”.

Fonte: A12

Veja também:
História e oração do Martírio de São João Batista;
História e oração de São João Batista;
História e oração de São Lucas.