Santa Zita

Dia 27 de abril

História: Santa Zita era filha de camponeses. Aos 12 anos foi trabalhar como empregada doméstica na casa de uma rica família.

Perguntava-se sempre a si mesma: “Isto agrada ao Senhor?” Ou: “Isto O desagrada?” Foi-lhe confiado o encargo de distribuir esmolas a cada sexta-feira.

E dava também do seu pouco, da sua comida, das suas roupas, daquilo que possuía, das suas parcas economias. Dizem que Santa Zita um dia foi surpreendida enquanto socorria os necessitados. Mas no seu avental o que era alimento se converteu em flores.

Por 60 anos Santa Zita foi doméstica. Na hora da morte tinha ajoelhada a seus pés toda a família Fatinelli, a quem servira toda a vida. Morreu no dia 27 de abril de 1278. Pio XII proclamou-a padroeira das empregadas domésticas do mundo inteiro.

Oração da Santa Zita: Deus, nosso Pai, em Santa Zita quisestes nos mostrar que as diferenças sociais, os preconceitos e as discriminações, sejam de que tipo forem, devem ser superados. Quisestes nos mostrar, que no vosso Reino de Amor, de Justiça, é maior aquele que serve, pois o próprio Jesus, vosso Filho, despojou-se de si mesmo em favor dos homens e fez de seu povo um povo de servidores. Senhor, por intermédio de Santa Zita, sede o Advogado de suas justas reivindicações das empregadas domésticas, das faxineiras, das lavadeiras, passadeiras, arrumadeiras; sede o Defensor de suas causas, o Conselheiro em seus momentos difíceis, a razão de sua alegria e esperança. Saibam lutar pelos seus direitos e pelo respeito de sua dignidade como mulher e como criatura feita à imagem e à semelhança de Deus.

Devoção: À caridade

Padroeiro: Das empregadas domésticas

Outros Santos do dia: Nossa Senhora de Monterrat, São José Moscatti (leigo consagrado); Tertuliano, Teófilo (bispos); Anastácio (papa); Pedro Armengo (conf); Antimo (bispo); Castor e Estevão (mártires); Zózimo (monge).