Santo Inácio de Antioquia

Dia 17 de outubro

História: Foi o terceiro bispo de Antioquia, sucedendo a São Pedro e Santo Evódio. Gostava de ser chamado de “Inácio, o Teóforo” (o que traz Deus com ele) pelo seu imenso amor a Cristo.

Já idoso, levaram-no acorrentado a Roma. Sabendo que os cristãos de Roma faziam esforços para libertá-lo, escreveu-lhes uma carta célebre, na qual dizia que seu maior anseio era ser triturado pelos dentes das feras, como o trigo é moído para se transformar no pão que é apresentado ao Senhor.

Sofreu, efetivamente, grande mas glorioso martírio no Coliseu, lançado às feras. É considerado um dos mais ilustres Padres Apostólicos, e dele restam escritos de grande valor teológico e incomparável beleza literária. Até o século III, sua memória era celebrada dia 01 de fevereiro.

Oração de Santo Inácio de Antioquia: Deus, nosso Pai, que as palavras de Santo Inácio de Antioquia sirvam hoje para nossa meditação. Animados pelo seu exemplo de fé e de confiança em vós, sejamos fortalecidos pela vossa graça. Assim testemunhemos com nossa vida o Evangelho do Deus vivo e verdadeiro: Oxalá goze eu das feras que estão para mim destinadas e que, faço votos, se mostrem velozes para comigo! Eu mesmo as atiçarei para que me devorem rapidamente, e não seja eu como alguns, a quem, cheias de medo, elas não se atrevem a tocar. E se elas não quiserem aquilo que de boa vontade se lhes oferece, eu mesmo as obrigarei. Perdoai-me, eu sei o que me convém. Agora começo a ser discípulo. Nenhuma coisa, visível nem invisível, seja posta diante de mim por má vontade, impedindo-me alcançar Jesus Cristo.

Devoção: A pregação do Evangelho

Padroeiro: Intercessor de garganta inflamada

Outros santos do dia: João Ogilvie (conf); Ferão (bispo); Vítor, Alexandre, Mariano, Mamelta, Balduíno (márts); Florêncio (bispo); Catervo, Clemente, Dulcílio, Zenão, Régulo (ab); Exupéria, Etelredo e Eterberto (márts).