São Benedito José Labre

Dia 15 de Abril

História: De família camponesa, São Benedito José Labre era o primeiro de 15 irmãos. Foi chamado de “Vagabundo de Deus” ou ainda “O Cigano de Cristo”. Aos 18 anos, tentou ingressar na Tropa de Santa Aldegonda.

São Benedito José Labre caminhou, então, 60 léguas a pé, tentando em vão a sorte com os monges cistercienses de Montagne na Normandia. Passou algumas semanas na Cartuxa de Neuville, outras tantas na abadia cisterciense de Sept-Fons.

Aos 22 anos, decidiu, fazer-se peregrino e mendigo. Seu mosteiro seria o mundo inteiro. São Benedito José Labre levava consigo o Novo Testamento, a Imitação de Cristo e o Breviário.

No peito, um crucifixo; no pescoço, um terço; e nas mãos, um rosário. Alimentava-se apenas de um pedaço de pão e de algumas ervas, passando a noite ao relento, rezando e meditando.

Em 1770 São Benedito José Labre chegou a Roma, misturou-se aos mendigos. Visitou as principais basílicas, especialmente o Santuário de Loreto, ao qual fez onze peregrinações. Morreu em conseqüência dos maus tratos e da absoluta falta de higiene.

Um açougueiro recolheu-o já agonizante, caído na rua, e o levou para sua casa. Ali o “Mendigo de Deus” morreu. Foi canonizado por Leão XIII em 1883.

Oração de São Benedito José Labre: Dai-me Senhor, eu vos peço pela intercessão de S. José Labre segurança nos meus caminhos e viagens firmeza, em meus propósitos e na vida de oração. Por Cristo Senhor nosso. Amém. S. José Labre, rogai por nós.

Devoção: À palavra do Evangelho e ao Santo Rosário

Padroeiro: Dos mendigos

Outros Santos do dia: São Hermenegildo; São Valeriano(márt.); Basilisa e Anastácia; Paterno (bispo); Silvestre (abade); Marão, Máximo, Quintiliano e Dadas, São Pedro de Santo André; Vitoriano, Olimpíadas, Eutíquio, Crescente, Teodoro e Cirilo, Pausilipo (mártires); Telmo (conf); Potenciana.