São Bernardo de Corleone

Sao_Bernardo_CorleoneDia 12 de Janeiro

História: Na juventude foi um homem do mundo, militar mais por amor ao comando do que à disciplina.

 Certa vez surgiu uma discussão entre Bernardo e um de seus companheiros de armas. Ambos sacaram a espada e o duelo foi de breve duração.

Bernardo feriu mortalmente seu adversário, deixou-o agonizando enquanto fugia. Para não ser preso, refugiou-se em uma Igreja. O remorso era imenso.

Arrependeu-se amargamente, invocando o perdão de Deus e fez penitência. E para a tal penitência vestiu um rude hábito dos capuchinhos do convento de Caltanisseta e aí foi admitido como irmão converso, ou seja, convertido.

Ficou como irmão leigo até a morte. Procurou a perfeição com todas suas forças por meio da humildade, obediência e da penitência. Dormia não mais que três horas por noite e multiplicava os jejuns.

Com dons místicos curava os doentes, aconselhava, intercedia e rezava continuamente pelos outros e suas orações eram sempre atendidas. Assim viveu por 35 anos até sua morte.

Oração: Senhor, que em São Bernardo de Corleone nos destes um modelo extra- ordinário de penitência evangélica, concedei- nos, por sua intercessão, a graça de relativizar tudo o que é temporal e transitório, para sermos dignos da recompensa eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Devoção: –

Padroeiro: –

Outros Santos: Modesto, Taciana, Ernesto

CategoriasSem categoria