São Francisco Caracciolo

Dia 04 de junho

Historia: Seu primeiro e verdadeiro nome era Ascânio e morava junto à Congregação dos Brancos da Justiça, que se dedicavam aos presidiários, condenados à morte.

Aos 21 anos, São Francisco Caracciolo foi acometido por uma enfermidade terrível na pele, semelhante a lepra, e todos acreditavam ser incurável. Então Francisco fez a Deus esta promessa: “Se me curas desta enfermidade, dedicarei minha vida ao sacerdócio e ao apostolado”.

Curado milagrosamente, decidiu cumprir com sua promessa, indo para Nápoles e a outros lugares. Assim que São Francisco Caracciolo se ordenou sacerdote uniu-se a um grupo de apostolado que se dedicava a atender a presidiários.

Em 1588 um grande apóstolo chamado João Adorno, dispôs edificar uma comunidade religiosa, dedicando a metade do tempo à oração e a outra metade ao apostolado.

Para isto mandou uma carta a um Ascânio Caracciolo, pedindo-lhe conselhos sobre este projeto e propondo-lhe sua colaboração. Porém, sucedeu que os que levavam a carta equivocaram-se de destinatário e em vez de entregá-la a Ascânio entregaram-na a Francisco Caracciolo, que ao lê-la sentiu que esta comunidade era o que ele havia desejado por muitos anos.

Com João Adorno fundaram a nova congregação. Durante uma estada com os padres do Oratório caiu gravemente enfermo e veio a falecer. Seu copo foi transportado para Nápoles e sepultado na igreja de Santa Maria Maior. O primeiro de seus numerosos milagres foi a de um aleijado, durante seu funeral. Foi canonizado a 24 de maio de 1807.

Oração de São Francisco Caracciolo: Senhor, pelos méritos de São Francisco Caracciolo, nós vos pedimos que nos seja dado um coração disponível para servir-Vos através de nossos irmãos e da Vossa Igreja, sempre na discrição, na humildade e solicitude, sem almejar nossos próprios interesses.

Devoção: À conversão de presidiários

Padroeiro: Da cidade de Nápoles (Itália)

Outros Santos do dia: Beato Damião Veuster (protetor contra a Hanseníase); Querino, Clateu, (bispos); Rútilo, Alônio e Croidano, Medano e Dagano, Sofia e Saturnina (mártires); Mtrófanes, Optato, Alexandre (bispos); Basílio (monge); Rute (matrona Bíblica).