São João Crisóstomo

Dia 13 de setembro

História: São João Crisóstomo passou alguns anos como um solitário e contemplativo eremita no deserto antes de ser sacerdote – em Antioquia, morando por longo período em uma caverna – mas também exercendo uma espiritualidade ativa na construção de hospitais e como pregador.

Passou a bispo e patriarca de Constantinopla, esforçando-se para moralizar o Clero, fustigando duramente e com grande brilho, as contradições da Igreja, a indolência de monges, o apego de sacerdotes e prelados aos bens deste mundo, aos desvios e escândalos.

Chegou a depor bispos indignos e a denunciar corajosamente, abusos de autoridades civis. Despertou, por todos seus feitos, antipatias em pessoas poderosas, tanto na ordem espiritual quanto temporal. Por essa razão foi duas vezes desterrado e morreu no exílio.

Era amigo íntimo e tinha sido colega de estudos de Basílio Magno. Sua eloqüência extraordinária lhe valeu o título de Crisóstomo, que em grego significa “Boca de Ouro” e “patrono da eloqüência sagrada” pelo Papa Pio X.

É considerado um dos quatro grandes Doutores da Igreja Oriental e deixou uma produção intelectual de aproximadamente 600 sermões e discursos. A todos nós, cristãos ou não, São João Crisóstomo inspira: “Nada cresce sem a crítica constante.”

Oração de São João Crisóstomo: Deus, nosso Pai, que as palavras de São Crisóstomo sirvam-nos de orientação para o dia de hoje: A água estagnada se corrompe, mas a que corre e se derrama por mil regatos conserva sua própria virtude. O ferro ocioso é corroído pela ferrugem e se torna fraco e inútil, mas, se usado no trabalho, é muito mais útil e bonito, e perde, em brilho, apenas para a prata. O terreno baldio não produz nada de bom, apenas ervas daninhas, cardos, espinhos e árvores não-frutíferas, mas o terreno cultivado se cobre de frutos saborosos. Numa palavra: todo ser se corrompe pela ociosidade e se aperfeiçoa, se for usado adequadamente. Agora que todos sabemos quão perniciosa é a ociosidade e quão proveitoso o trabalho, fujamos daquela e entreguemo-nos a este.

Devoção: À exortação

Padroeiro: Dos que sofrem perseguições por causa do Reino

Outros santos do dia: João Crisóstomo (bispo e dr); Filipe, Maróbio, Julião, Ligório, (Márts); Maurílio, Eulógico, Amado; Amadeu (pb. E ab.) Venério (er.).