São Justino

Dia 01 de junho

História: Abrimos o mês do Sagrado Coração de Jesus, pedindo que nos conserve a confiança e o desejo de lutar pela fraternidade e união dos homens.

Hoje festejamos um homem que talvez seja o mais célebre do século II: São Justino, o filósofo, o primeiro apologético leigo. Tinha ele 30 anos de idade, quando se converteu ao cristianismo.

Depois de procurar a verdade em todas as correntes do pensamento de então, São Justino chegou a descobrir Deus pela palavra de um velho sábio cristão.

Deixou-nos ele três escritos, chamados apologias, ou defesa do pensamento cristão. Possuímos dele também a descrição da Liturgia, ou seja, da missa do seu tempo, no século II. É um documento valiosíssimo, como se pode imaginar.

São Justino negou-se a ordem dada por Crescencio de oferecer sacrifícios aos ídolos e, confessando valentemente a Cristo, foi condenado a morrer decapitado.

Oração de São Justino: Ó Deus, Pai Eterno, Pai de Bondade. São Justino Vos buscou na inquietude de seu espírito e, pela fé, Vos encontrou. Fazei que, iluminado pelo seu testemunho, eu viva hoje atento aos sinais de vossas maravilhas no mundo e em meu coração. Que eu saiba encontrar-Vos em tudo e em todos, é o que Vos peço com humildade e devoção, agora e sempre. Amém.

Devoção: À conversão das almas

Padroeiro: Dos céticos

Outros Santos do dia: Santo Estevão e Bento (mártires); Iñigo (ab); Juvêncio, Gerado Conrado, Gaudêncio e Reveriano (bispos); Paulo, Floro, Tespério, Isquirião, Firmo, Felino, Cândido, Cláudio, Zenão e Ptolomeu (confs); Medulfo (er); João (sold), Herculano de Piegato, Santa Cândida.